Sábado, 28 de Maio de 2022
°

-

Saúde Coronavirus

Ministério fará pregão internacional para compra de kit intubação

Pasta vai lançar certame sem fixação de preço para tentar adquirir medicamentos usados em unidades de terapia intensiva

21/04/2021 às 19h53
Por: beija flor
Compartilhe:
Hospitais de todo o país operam com baixa disponibilidade de remédios para manter intubação AMANDA PEROBELLI/REUTERS - 08.04.2021
Hospitais de todo o país operam com baixa disponibilidade de remédios para manter intubação AMANDA PEROBELLI/REUTERS - 08.04.2021

O Ministério da Saúde vai fazer um pregão nacional e internacional sem fixação de preços para tentar normalizar os estoques de medicamentos usados na intubação de pacientes nas unidades de terapia intensiva. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (21) pelo ministro Marcelo Queiroga.

Ele salientou que a pasta já atuou junto à Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), braço da OMS (Organização Mundial da Saúde) no continente, para comprar os insumos do chamado kit intubação, mas não chegariam a tempo da necessidade imposta hoje.

"Demora, no mínimo, cerca de 40 dias para chegar, o que, em tese, é insuficiente para atender à demanda momentânea."

O ministro ainda apelou às doações, lembrando que a mineradora Vale já doou 2 milhões de itens do kit intubação (analgésicos, sedativos e bloequeadores neuromusculares). 

"A Espanha vai doar 80 mil itens desse kit de intubação com previsão de chegada na próxima semana", revelou.

 

Na avaliação de Queiroga, o cenário é de tendência de estabilização das internações e óbitos, ainda que em um patamar elevado.

"A fase mais crítica em relação a kits de intubação e à questão do oxigênio, nós estamos muito próximo de vencer."

FONTE: R7

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários